Startups criam estação de serviço para bikes e táxi sobre duas rodas - Thiago Programador

Startups criam estação de serviço para bikes e táxi sobre duas rodas

Startups criam estação de serviço para bikes e táxi sobre duas rodas

A utilização de meios de transporte diversificados e alternativos tem sido uma tendência mundial recentemente e o Brasil mostra sinais de querer seguir esse caminho. Observando essa oportunidade no mercado, o empreendedor Sandro Wuicik decidiu realizar um investimento de R$ 500 mil para a criação de estações de serviço para bicicletas.

As estações são equipadas com ferramentas onde o cliente pode trocar ou calibrar seus pneus, fazer pequenos ajustes e até mesmo comprar produtos para suas bikes em uma “vending machine”, que são aquelas máquinas de venda automatizadas, parecida com as de doces.
O posicionamento dos equipamentos é feito de maneira estratégica, próximas de ciclovias em locais movimentados, onde o cliente tem segurança para fazer os reparos em seu equipamento. Cada uma das 16 estações, instaladas postos de gasolina e restaurantes em São Paulo, Curitiba e Florianópolis, faturam R$ 3.500 em média a cada mês.

Ainda pensando na sustentabilidade associada ao uso de bikes ao invés de carros e metrôs, Danilo Lany resolveu investir na criação da Bixki, um serviço que permite ao cliente utilizar uma bicicleta como um táxi.

Funciona de maneira simples, o passageiro pede uma bike pelo app, que tem interface similar ao de outros aplicativos de corridas, e aguarda a chegada do transporte. Pedalar é opcional, pois as bikes têm assistência elétrica e são equipadas com sistemas de pedais independentes. Mas, todos os clientes devem utilizar o capacete e, para garantir a segurança, os ciclistas são treinados para utilizar as bikes adaptadas para duas pessoas.

Atualmente a Bixki opera nos pontos mais movimentados da cidade de São Paulo, são cerca de 20km de ciclovias atendidas que ligam a Zona Oeste à Zona Sul. O serviço promete ser até 50% mais rápido, mas clientes que o utilizam afirmam que, se comparado aos ônibus, ele pode ser ainda mais rápido. Um percurso de 6km, por exemplo, pode ser feito em cerca de 10 minutos com total segurança e conforto, segundo uma das clientes entrevistadas.

Imagem do perfil do programador
Thiago Martins
Empreendedor em Thiago Programador. Tem formação nas áreas de Computação, Análise e Desenvolvimento de Softwares e Programação POO PHP, além de certificação para desenvolvimento de aplicativos móveis.
Google +
Minha página no facebook: Facebook